Já vais?

Espera um pouco! ... Fica em contacto!

No Thanks

Coração o ditador

Helena cria colagens com originais dos séculos XIX e XX sempre na busca da poesia !

A história da Helena começa na casa da avó e madrinha do pai em Beja. Conhece o seu atelier e processo na entrevista exclusiva que lhe fizemos !

Vivia numa casa imensa, um antigo colégio de família, que tinha inúmeros móveis espalhados pela casa recheados de jornais, revistas e livros antigos.

Todos os dias, Helena saía da escola e ia para a casa da avó - o seu passatempo preferido era mexer em gavetas! O andar térreo estava todo fechado e era onde Helena passava horas sozinha a folhear e analisar as páginas que mais a atraíam. Adorava a companhia destas relíquias e foi assim que desenvolveu a sua estética particular!

Helena Rocio Janeiro

Nasceu no Algarve, cresceu no Alentejo e veio estudar Artes Plásticas para o Porto. Aos 24 anos foi viver para o sul de França,  onde ficou muitos anos e onde continua a ir com muita frequência: a França é a sua grande influência pois tem um amor profundo pelo país e pela sua cultura!

QUAL É O PROJECTO ?

Foi em Maio de 2012 que encontrou a sua forma de expressão artística favorita – as colagens!

"Foi um clique, é isto que quero fazer, sinto-me confortável nesta forma de expressão!

Sinto uma leveza e o trabalho é muito natural.

É pegar no que existe e transformar, jogas com tudo o que encontras. Com as colagens podes brincar com o inconsciente colectivo, com os símbolos e com os arquétipos, é uma área que gosto muito de explorar.

Trabalho com prazer e sou muito feliz com o Coração O Ditador!" afirma Helena 

O projecto Coração O Ditador é completamente diferente do que fazia até então: Helena faz justaposição de imagens e tipografias de diferentes épocas e meios cromáticos, na busca de empatia e de passar a sua mensagem - utiliza muito a palavra, brincando com subversões e expressões. O humor é a sua arma para fazer o observador reflectir e também desdramatizar !

"Gostava de transmitir poesia com o meu trabalho. A poesia que existe na vida.

Claro que procuro muito também a empatia. Todos temos as mesmas angústias e ansiedades. Aproxima-mo-nos mais pelos nossos medos e sensibilidades. "

Começou a fazer uma colagem por dia até ao final de 2012 para perder o medo e ganhar o à-vontade com as colagens. Começou no Mercado Portobelo e passou a vender em lojas do Porto. O próximo passo foi a rua!

Se vives no Porto ou já por cá passaste com certeza já viste as suas famosas manifestações Coração O Ditador:

Coracao o ditador

coracao o ditador

 

E de onde vem o nome Coração O Ditador? 

Num dia de passeio pela feira de segunda mão do Porto (Vandoma) em busca de material para a sua coleção de carimbos a Helena descobriu um carimbo CORAÇÃO O DITADOR que adorou! Começou a utilizar esse carimbo para o cartaz da sua primeira exposição na CRU COWORK - a mais emocional - e para cada peça. Tornou-se a sua "marca".

Passado algum tempo, amigos seus descobriram uma pequena novela de capa vermelha com o nome em maiúsculas CORAÇÃO O DITADOR. Estava descoberta a origem do carimbo! Não imaginava que havia um livro com este nome. 

"Eu li o livro, é completamente dramático. A autora já faleceu, é um livro dos anos 40-50. Eu gostava de falar com ela e explicar que não lhe roubei o nome, foi uma coincidência e oferecer-lhe uma linda colagem ! Acho que não se importaria." 

 coracao o ditador

QUAL O PROCESSO CRIATIVO ?

Helena já tinha uma colecção de revistas antigas antes de iniciar o projecto. 

A sua maior fonte de colagens são as revistas e livros antigos (por exemplo, a revista LIFE ou a revista L'Illustration) que vai comprando em mercados de rua, recebendo de amigos, conhecidos ou mesmo de obras que visita na rua e onde pergunta se não têm revistas para ela - há surpresas muito boas! Hoje em dia tem amigos na construção que lhe ligam a avisar de material que encontram.

Nunca trabalha com fotocópias nem impressões, sempre com originais. Helena prefere trabalhar com ilustrações dos anos 20-30 e 50 mas usa também fotografia dos anos 40.

Um espólio de ouro dos séculos XIX e XX !

coracao o ditador

Coracao o ditador

"Ouço muita música, conferências ou documentários quando trabalho e tento desligar ao máximo. Consigo estar concentrada nas duas actividades ao mesmo tempo e fui descobrindo que há sempre uma parte de mim a trabalhar em segundo plano.

Já me aconteceu criar frases através das colagens que só reparo que fazem sentido no contexto da colagem um ou dois dias depois. É um processo surpreendente! Deixo fluir."

O seu meio favorito é o papel mas já aplicou as suas colagens em capas de livros ou mesmo desconstruindo livros e fazendo colagens dentro, em pratos em cerâmica, estruturas em madeira ou cartão para peças 3D de grandes dimensões e realizou decorações de bares com peças personalizadas!

"O que mais adoro no meu trabalho são os momentos em que o observador descobre os pequenos detalhes escondidos nas minhas peças e mensagens escondidas. Estabelece-se uma relação de proximidade que me fascina!"

A sua inspiração cruza frequentemente a filosofia e a poesia:  “O homem é absurdo por aquilo que busca, grande por aquilo que encontra” Paul Valéry.

ONDE SÃO CRIADAS AS COLAGENS ?

O seu estúdio é um oásis de personalidade e colagens, perspira criatividade e todas as suas paredes são usadas no processo criativo!

A mente da Helena está sempre a fervilhar e quando está a criar uma peça nova, sabe exatamente qual a peça que recortou que quer usar e onde está guardada. Há ordem neste caos aparente!

coracao o ditador

coracao o ditador

coracao o ditador

coracao o ditador

Cada peça recortada é organizada religiosamente por categorias, cada uma na sua pequena gaveta em contadores deliciosos e cheios de segredos.

coracao o ditador

 

coracao o ditador

coracao o ditador

O trabalho de Helena tem uma poesia muito coerente.

 

A Helena já lançou diferentes séries neste seu projeto e está sempre aberta a novas colaborações que deixem os seus sucos fluir. Para a Luz Natural a Helena escolheu um conjunto de prints assinados da série "De A a Z" e da série "Um verso ao universo" e ainda postais para decorar a tua casa ou enviar por correio!

E tu, vais querer apoiar esta verdadeira criativa a continuar a lançar os seus jogos para nós?

 

Todas as fotos são copyright de Joana Bento.